11 3871-2221   contato@simpleyou.com.br
  • instagram simple you
  • facebook simple you
  • youtube simple you

Artigos

10 SINTOMAS DO EGO BRANDING by Marco Tomasone

Publicado: 06/03/2019

10 SINTOMAS DO EGO BRANDING by Marco Tomasone

Ego Branding: o 'lado obscuro' da marca pessoal

Vamos discutir o que eu denomino como "Ego Branding".

Ego Branding é o inimigo da marca pessoal, o "lado obscuro".

O “lado obscuro” acarreta uma série de implicações negativas que vão lentamente prejudicando sua marca pessoal, que passa a ser percebida como insuportável e desagradável. Tudo isso acontece porque as pessoas são afetadas sem que percebam, de maneira inconsciente.

Conceituarei os 10 sintomas clássicos para que você possa identificar se está exaltando o ego, e consequentemente perdendo de vista o verdadeiro objetivo da marca pessoal.

1.     O Egoísmo Social

O egoísmo social acontece quando, você está sempre falando de você, não tem interesse pelo que acontece com as outras pessoas

Você não compartilha suas postagens, nem desperdiça seu tempo fornecendo um "gostei" ou recomendando algum conteúdo que não é seu.

Ficar feliz pelo sucesso dos outros, é uma ideia que não ocupa seu tempo.

A única coisa que você permite são publicações nas quais você é "rotulado" e citado positivamente. Esforçar-se para apoiar os outros desinteressadamente é a base da interação para se viver bem nas redes sociais. Mude o seu impacto!  

2. Máscara e Disfarce

 A máscara e o disfarce ocorrem quando você: se acha semelhante a uma estrela do rock, uma eminência, exagera seus movimentos, usa cores brilhantes, cortes de cabelo um pouco estranho, ou seja, você sente uma divindade.

Não acredite que a aparência externa é essencial para consolidar sua marca, porque é como se você organizasse um personagem, em sua mente, o tempo todo. Quando isso acontece, você se comporta semelhante a uma máscara de Carnaval, não há autenticidade.

3. Síndrome de GPS

A Síndrome GPS ocorre quando você mantém seus seguidores atualizados em tempo real, age como se estivesse anexado a um mapa geográfico, ou um programa de rádio que atualiza as notícias a cada minuto, ou até mesmo como o Waze.

Você pode quer ser percebido como uma pessoa, sempre em movimento, sobrecarregado  de compromissos. Quanto interesse você acha que seu público tem nisso?

Pouco, quase nada, nada, evite!  

4. Síndrome do Álbum (da lua de mel).

A Síndrome do Álbum acontece quando você participa de eventos, seja como palestrante ou espectador, e faz disso um pretexto para uma infinidade de publicações, principalmente fotográficas.

Então para indicar sua presença no evento  informa:  "quase tudo pronto", "estamos prontos", "desaparecemos", "Nós estamos lá."

Então, você conta a história completa do seu dia a dia,  onde o centro de cada foto é você.

Tudo isso é tão interessante quanto o álbum de fotos da lua de mel do seu primo Juan. Dê um passo adiante!

5. Egoísta, os outros não importam

Quando foi a última vez que você fez uma publicação com conteúdo valioso? Há quanto tempo você não escreve algo realmente interessante? Alguém pode ser irônico ou engraçado, mas você deve sempre ter clareza sobre o tom da comunicação que vai usar nas redes para não ser percebido como pesado ou monótono.

Saia do túnel, há limites para tudo!

6. Cara esperto com cegueira

Esse sintoma é consequência do ponto 5.  Ocorre quando você percebe que não tem mais assuntos interessantes e  começa a falar sobre coisas que não conhece.

Você fala sobre questões que estão totalmente fora de seu foco, conhecimento. Por exemplo, acredita que um status de "guru" pode protegê-lo de qualquer crítica.

Isso irá gerar distorções na percepção que você gera. Você acha que é o melhor, mesmo que ninguém lhe diga, e nem percebe que todos estão começando a duvidar de sua credibilidade. Tenha cuidado!

7. Síndrome do influenciador

Nos perfis daqueles que fazem Ego Branding, há uma figura que salta aos olhos com a mesma velocidade que uma mosca em uma montanha de farinha.

 Eu estou falando sobre o grande número de seguidores e seguidos que magicamente passam de algumas centenas a inúmeros dígitos em questão de dias. Algumas pessoas se concentram em aumentar sua autoestima dessa maneira; pelo menos uma vez na vida, e com certeza você também procurou fazer o mesmo.

Um grande número de pessoas busca a compra do prazer, a influência para se sentir satisfeitos. A culpa é sua!

8. Narcisismo digital.

Esse sintoma torna-se evidente quando você melhora suas publicações com o uso da sua imagem.

É a máxima expressão do narcisismo virtual. Publicar uma foto, um post, um artigo e o primeiro "eu gosto" ser sempre seu.

Qual é o ponto? Você alguma vez publicaria algo que você não aprecia? Você é tão viciado nessa ideia que, quando se olha no espelho pela manhã, fica perplexo ao não encontrar o botão "eu gosto" em algum lugar?

 Volte para você!

9. A síndrome de Pinóquio

Nós todos dizemos algumas mentiras. Mas ultimamente você está exagerando, com números inchados, triunfos inexistentes, post de lugares com reuniões aleatórias. Esse sintoma acontece quando a Síndrome de Pinóquio está agora dentro de você.

Você está pronto para inventar história sobre e-mails imaginários de clientes, com pedidos absurdos, para ressaltar seu profissionalismo e disponibilidade?

Lembre-se que a equipe de Branding é acima de tudo sinceridade. Pense nisso!

10. Imunidade às dificuldades

Se você não sentiu um mínimo de desconforto ao ler este artigo, se você não se sentiu questionado uma única vez, significa que o vírus Ego Branding já está dentro de você.

Ele assumiu o controle total de sua marca pessoal. Mas não tenha medo. Nunca é tarde demais para tentar uma cura. Pense no que significa, realmente, construir uma marca pessoal.  A melhoria da marca ocorre em contextos coletivos.

Boa recuperação!

Autor: Marco Tomasone

·        Consultor em Personal Branding e Reputação Digital na Itália e Espanha,

·        Fundador da Imaginarte - Crie para comunicar, palestrante e blogueiro.

“Eu divulguei com entusiasmo o Princípio de Personal Branding para divulgar a marca que existe em você, e fazer de você a opção preferida no mercado.” Tomasone 2018

 

Tradução e Adaptação

Fonte: Simple You by Dulce Regina Migliorini & Paulo Moreti

VOLTAR

You

Marca Pessoal & Marketing Pessoal

Baseado no propósito da Simple You, desenvolvemos metodologias e elaboramos o livro YOU - Marca Pessoal e Marketing Pessoal | quando marca e marketing se conectam, com o objetivo de estimular o autoconhecimento e o uso de ferramentas para a gestão da vida pessoal e profissional.

O livro é destinado a qualquer pessoa que queria se desenvolver, em qualquer momento da vida, é de fácil compreensão, para que o leitor conheça a origem dos termos marca e marketing e consequentemente estabeleça conexões com os conceitos de Marca Pessoal e Marketing Pessoal